DEVANEIOS E SANDICES
 

Mas quando estamos embevecidos de paixão, inebriados do talvez

 O sangue flui veloz, o peito arfa de outro jeito

 o hálito muda de odor

As papilas desejam o beijo doce

As pupilas se dilatam

As palavras se diluem

Os dedos se desmancham

Os poros abrem subtraindo  suor

Os lábios entreabertos deixam escapar suspiros, gemidos de prazer

e torpor

Perde-se a voz

O pulmão se enobrece

O coração acelera  veloz

Ofegante, incansável

Incurável e sôfrego

Como o amor que perdido se encontra

achado foi

para nunca mais se encontrar.

Mennah e Bah

 

 



Escrito por La Ginger às 15h08
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Mulher



HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Borboletas a caminho
 Poetriz
 eu leio
 mulheresimpossiveis
 descontrolada
 doces deletérios
 olhares
 flickr
 meu livro online
 LUA
 Eu Linko" target="_blank">Eu Linko
 casa da Nana
 Contos
 papo de mulher
 Razão Gulosa
 casa 101
 Ducatti photos
 tatiane
 mvsmotta
 enfoque
 Marcio Ezequiel
 Little
 Biasus fotos
 Nadia
 Gui


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!